terça-feira, abril 08, 2008

Eu quero é ver o oco.

 

Verifico a ressaca assim que me dou por acordada todo o santo dia e os não santos também. Loucura e alegria, a meu ver, são dois nomes para uma mesma coisa que acontece com a gente e, há demais nesse invólucro do conjunto de órgãos nojentos e animados que sou. Que perigos externos podem ser piores que isto? Não existe o livre arbitrar, ser é padecer até o fim, que demora tanto. Interessa-me pouco as atividades 'pré-sináptica' e 'pós-sináptica', em suma, todo o processo elétrico do impulso nervosos que me anima. E, senhores, não há qualquer exagero no que afirmo a seguir; enjoa-me a punheta do sistema respiratório, aspirando oxigênio e expirando gás carbônico 'all the time'. E o que dizer da ladainha dos batimentos cardíacos? este órgão me irrita mais que qualquer outra víscera, tresloucado que é. É exaustivo ter de carregar por aí, aproximadamente cinquenta quilos de ossos, músculos, fluídos e outros tecidos deste organismo totalizado e mimado, carente demais, com suas necessidades 'escatológicas'. E me arrasto, doente que fico em contato com todos os elementos da tabela periódica, sendo eu parte disso, por fim. Se aguento um pouco mais, não me iludo, é somente por causa da impaciência que sente o meu espinhaço após muito tempo estirado na cama e, afora isto, tudo é mesmice e sublimação dos fatos. O quê estou fazendo, existência patética que sou, enchendo o mundo do palavreado que aprendi? Por isso é melhor silêncio. Sim, mais me valeria do que reclamar as coisas, a dança grotesca das células que me constituem. Nada aqui me inspira a menor simpatia e,  mecanicamente vou, vencida e certa de que não haverá liberdade mesmo no corpo vazio e podre, interessante apenas aos vermes carnívoros.
 * * * Vi outro dia, no centro da cidade, um cartaz que convidava o povo a participar de uma passeata contra o mosquito da dengue. Bom, eu acho que isso pode funcionar, por que o mosquito pode ver as pessoas se mobilizando contra ele e resolver ir embora para sempre.

3 comentários:

Lux Luxo disse...

E tem mais de um mosquito, né?

bar disse...

quer dizer que o augusto (o dos anjos) tem essa versão feminina que se chama, como é, que se chama Monotemática Mexicana, e que acentua tão bonitinha as palavras? ah, sorte ser essa a época do ano e não aquela. porque as meninas são tão mais bonitas, além do mais.

o povo pensa que o mosquito da dengue é bobo...

Lux Luxo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.