quinta-feira, agosto 02, 2007

Arcturus e mate com limão.

Oriundos de nebulosas, corpos quentes resplandecentes, de temperaturas variáveis de cerca de 3000°c a mais de 50 000°c, coloridos conforme sua força, seu calor. Seu brilho medido em magnitudes e, quanto mais brilhante, menor a sua magnitude e no entanto, só vemos sua magnitude aparente, que se nos fosse permitido ver sua magnitude absoluta na distância de 10 parsecs, morreríamos. Bebi litros de mate com limão enquanto me abanava com a lembrança de "passar" frio e ria, que é logo ali quem fundou a Igreja do meu Jesus. Eu vou, por que não!

6 comentários:

Lou Mello disse...

Depois de tanto mate com limão, nada mais me surpreenderia. Sumida.

felizmenteperturbada disse...

aí afetou a cuca, foi?

luciano_indignado disse...

passei pra deixar-te um beijo, pois sinto saudades!

Dyego Saraiva disse...

estranho, parei de ler blogues, mas quando penso em um, venho aqui. aqui é legal, as pessoas falam bonito e os textos são cheios de figuras.

Abraço, dona L. =)

b ar disse...

meo deos, quede ela?

Luciano Indignado disse...

e por favor, atualize essa budega!!! heuehuehehuehue

saudades
beijos