terça-feira, fevereiro 27, 2007

Ai.

Quantas vezes vou ter de dizer que o poema Intenções não é do J.L. Borges. Gente, este poema piégas e constrangedor é de uma americana, a Nadine Stair. Ela deu a autoria ao Borges por achar que assim o seu escrito mereceria atenção. Não se enganou, mas com certeza fez o morto se revirar no túmulo.

4 comentários:

Bárbara disse...

bem que eu disse, mas ninguém acredita em mim,, oh.

Lou Mello disse...

Mas ainda desejo andar mais descalço pela areia e tomar mais sorvetes, quantos der, mesmo que não tenha sido o Borges e a Nadine, ou os dois, ou nenhum.

Lux Luxo disse...

Mas é que eu não gosto da idéia...eu lamento hoje, amanhã a Deus pertence.

luciano_indignado disse...

não atualiza mais?????

saudades de vc
beijos